INOVAÇÃO E ECOLOGIA

Imagem

 

Em tempos de novas tecnologias, ônibus híbridos e consciência ambiental a Brasil Sul saiu na frente e fez a sua parte. Seu novo Marcopolo Paradiso 1600 LD equipado com chassi Mercedes-Benz O-500 RSD Euro 5 está adequado as mais rígidas regras de emissão de poluentes e para melhorar ainda mais a empresa criou um jardim totalmente natural no teto do carro.

ImagemFotos de Osmar Cordeiro

 

 

O REVOLUCIONÁRIO

Imagem

Em 1998 ano de lançamento do CAIO Millennium a indústria de ônibus começa sua era de arredondamento e carrocerias mais ousadas, linhas conservadoras ainda dominavam.

Imagem

O Millennium veio com uma proposta totalmente diferente com curvas arredondadas porém com suavidade, suas janelas quadradas davam charme ao ônibus com a frente de vidro. A versão com chassi Volvo motor central tinha uma grade de entrada de ar magnífica com desenho arrojado e inovador. Mas pena que a carroceria era frágil e sua manutenção muito cara. Hoje os poucos Millennium primeira geração estão caindo aos pedações e na maioria das vezes sem as características originais.

Imagem

 

MAIS DO QUE TRÓLEBUS

Na Europa é comum ver cidades que operam trólebus, pesquisando em diversos fóruns de transporte da Itália capturei as fotos abaixo. Trata-se de um projeto que parece que não evoluiu mas mostra que a rede aérea do trólebus tem muito mais serventia do que somente transporte de passageiros. 

O caminhão é chamado de Fillocompattattore algo como caminhãotróley ou simplesmente caminhão elétrico compactador e foi usado na cidade de Bologna na Itália.

ImagemImagemImagemImagem

 

QUEIMA A MÃE

Imagem

O que o ônibus tem a ver? Ta certo a região é perigosa, muitos atropelamentos, mas poxa queimar o ônibus que não tem nada a ver? Pelo que li não foi o ônibus que atropelou.

Deveriam ficar sem ônibus e ir todos presos, bando de vagabundos. Queimem os carros que atrasam a vida de todos formando filas e filas de congestionamentos.

A matéria saiu no IG e você pode conferir clicando aqui.

ÔNIBUS DO DIA

Imagem

A Viação Paratodos foi extinta mas sua frota sempre vai deixar saudades. Em São Paulo sempre se diferenciou das demais pois não comprava CAIO e em época de Vitória ela ia de Dinamus, em época de Alpha ela foi de Mega e em época de Apache ela foi de Mega 2004. Além do famoso Dolphin que foi o único da cidade por um bom tempo e também quando ela ao invés de ir de Millennium foi de Urbanuss Pluss.

Mas a vida continua, ela foi vendida e hoje é mais uma que vai de CAIO e pronto.

ARTICULADO DE 1946

Em 1946 os americanos já produziam ônibus com mais conforto do que os nossos em 2012. O texto abaixo foi retirado de um blog na internet e a tradução foi adaptada por mim. O texto fala do ônibus rodoviário criado por Henry J. Kaiser, saiba quem foi ele clicando aqui.

Imagem

Construído em 1946 na fábrica da Metals Corporation criado por Henry J.Kaiser, a fábrica ficava perto de Los Altos, Califórnia, o três eixos ou articulado foi construído em planta monobloco e era equipado com um motor de 275hp supercharged de seis cilindros Cummins diesel sob o assoalho da secção dianteira. O restante do espaço sob o piso foi utilizado para a unidade de ar condicionado e de armazenamento de bagagem, que ajudou a equilibrar o centro de gravidade Os materiais utilizados na construção foram o alumínio, para a porção inferior da carroceria e de magnésio para a porção superior.

Imagem

No final de julho de 1946, Henry J. Kaiser introduziu o ônibus, pintado nas cores da Santa Fe Trailways libré, anunciando como “o ônibus do futuro.

Podia transportar 63 passageiros (num momento em que um ônibus comuns apenas 37 passageiros), era equipado com suspensão Torsilastic e contou com alguns assentos giratórios o que proporcionou melhor espaço entre assentos, ele tinha 40 centímetros de espaço para as pernas (contra 35 cm nos outros modelos convencionais).

Ao longo dos próximos dias, Henry J. Kaiser foi chamado para possivelmente construir mais ônibus em Spokane, Washington; Bristol, Pennsylvania, e Portland, Oregon.

O que fez findar produção do ônibus não é exatamente clara. No livro ” Ônibus Estrada do século 20 “, William Lucas e Linda Metler afirmam que o conceito de ônibus intermunicipal articulado na época não pegou nos Estados Unidos, como fez na Europa.

Mas o ônibus que Kaiser construiu realmente fez entrar um novo serviço regular, transportando passageiros entre Los Angeles e San Francisco para Santa Fe Trailways (depois Continental Trailways). Curiosamente, Santa Fe obteve autorização da Comissão Ferroviário do Estado da Califórnia para operar o ônibus nas rodovias estaduais porque ele usou um reboque, algo que proibido no momento. O ônibus permaneceu em serviço até meados de 1951.